Central Analítica Apresentação

Central Analítica

Apresentação

A Central Analítica do Instituto de Pesquisas de Produtos Naturais da UFRJ (CA/IPPN), criada em 1973, é formada pelos laboratórios de extração, cromatografia, espectrometria de massas, espectroscopia de ressonância magnética nuclear e espectroscopia óptica. A CA/IPPN possui uma equipe técnica formada por docentes e técnicos altamente capacitados e experientes na operação dos seus equipamentos, que além das análises oferecem treinamento frequente a seus usuários.

Missão

A CA/IPPN tem como missão dar suporte analítico às pesquisas desenvolvidas na UFRJ, principalmente no âmbito dos programas de pós-graduação, contribuir para a formação de recursos humanos altamente qualificados através dos treinamentos que possibilitem aos usuários adquirirem conhecimento na operação dos equipamentos, contribuir com as pesquisas em qualquer instituição pública de ensino no país, estabelecer parcerias com universidades do exterior para intercâmbio de conhecimento, além de prestar serviço ao setor produtivo através de convênios com as fundações da UFRJ.

Histórico

A Central Analítica do Instituto de Pesquisas de Produtos Naturais da UFRJ (CA/IPPN) foi criada quando o então Centro de Pesquisas de Produtos Naturais da UFRJ recebeu auxílio do FNDCT, através da FINEP, destinado à implantação de um laboratório central de instrumentação analítica. Neste período, não se encontravam disponíveis no Brasil as técnicas introduzidas a partir de 1973 pela equipe da Central Analítica do CPPN (atual IPPN) tais como espectrometria de massas de alta resolução e espectroscopia de ressonância magnética nuclear de carbono-13. Graças a este apoio e a apoios adicionais do CNPq, da CAPES e do BID, foram adquiridos e instalados dois espectrômetros de RMN, um de 100 MHz (1H)/25,2MHz, (13C) e outro de 60MHz (1H), que entraram em operação em abril e outubro de 1973, respectivamente. Em dezembro de 1973, um espectrômetro de massas de dupla focalização foi instalado propiciando determinações de massas com alta resolução. Em 1974, mais um espectrômetro de massas iniciou sua operação e o primeiro passou a operar também com ionização por FD/FI, sendo o primeiro espectrômetro no Brasil a produzir espectros de massas de substâncias polares. Além da aquisição e instalação dos novos instrumentos, toda uma infraestrutura de eletricidade, condicionamento de ar e água de arrefecimento foi montada, o que possibilitou o funcionamento da estrutura de modo quase ininterrupto. Em 1990, um novo espectrômetro de massas de alta resolução foi adquirido cuja configuração (EBEQQ) permitiu os primeiros experimentos de LC/MS, MS/MS e FAB no Brasil. Este instrumento funcionou de 1990 até 1998 quando, diante das dificuldades de captação de recursos para a sua manutenção, deixou de operar. Durante mais de vinte e cinco anos a Central Analítica do IPPN prestou apoio analítico a grupos de pesquisa de 30 universidades e institutos de pesquisa em todo o Brasil.

A concepção de centralização do instrumental analítico é oriunda do IPPN e se difundiu através da criação das várias outras “centrais analíticas” existentes no Brasil. Esta concepção tem vantagens como: economia nos recursos de manutenção, pessoal treinado operando na supervisão dos procedimentos, compartilhamento dos (caros) recursos analíticos por vários grupos, possibilidade de uso do tempo ocioso em prestação de serviços gerando recursos para a Instituição.

A equipe da CA/IPPN é experiente na operação dos seus equipamentos e dá suporte à realização dos trabalhos experimentais de pesquisas e das teses em desenvolvimento no IPPN. Sua estrutura física compreende os laboratórios de: Espectrometria de Massas, Cromatografia Instrumental (CLAE e CG), Espectroscopia de Ressonância Magnética Nuclear, Espectroscopia Ótica (UV-VIS, IV e Polarimetria) e Cromatografia Contracorrente (CCC) e sob Média Pressão.

A partir de 2006, com a aprovação de vários projetos o acervo instrumental da Central Analítica passou a contar com novos equipamentos analíticos de grande e médio porte (LC-RMN 500MHz, RMN 400MHz, GC, GC-MS, espectrofotômetro no infravermelho, cromatógrafo contracorrente analítico e preparativo) que representam um importante salto na qualidade do suporte às pesquisas desenvolvidas no IPPN e nas demais unidades da UFRJ e outras instituições usuárias. Novas linhas de pesquisa vêm sendo implantadas no Programa de Pós-Graduação em Química de Produtos Naturais do IPPN, assistidas por essas técnicas analíticas modernas.  Em 2014 foi criado o Laboratório de Métodos Extrativos Sustentáveis com o apoio da FAPERJ e do CNPq, que conta com instrumentação para processos de extração com solventes em condições subcríticas, supercríticas e extração assistida por micro-ondas.

Regulamento

O Regulamento da CA/IPPN, elaborado de acordo com a Resolução CEPG nº 08, de 13 de dezembro de 2019 foi aprovado pelo Conselho Deliberativo em 21 de setembro de 2020 e submetido à aprovação pelo Conselho de Coordenação do CCS e CEPG.

Comitê Gestor

O regulamento do Comitê Gestor foi aprovado pelo Conselho Deliberativo em 11 de junho de 2018 e tem como composição atual os seguintes membros:

Antonio Jorge R. da Silva (Cromatografia líquida e gasosa, Massas, Extração e Espectroscopia Óptica)

Gilda Guimarães Leitão (Cromatografia Contracorrente)

Luzineide W. Tinoco (Ressonância Magnética Nuclear)

Nívea Rodrigues da S. F. Souza (Representante Técnica)

Ricardo M. Borges (Ouvidor)

Sônia Maria Cabral de Menezes (CENPES/Petrobras) – membro externo

Comissão de Usuários

Aguardando aprovação do regulamento pela CEPG e indicação dos membros.

Sugestões, críticas e reclamações

Todas as sugestões, críticas e reclamações podem ser enviadas para a ouvidoria do Comitê Gestor (ouvidoria.ca@ippn.ufrj.br) que tem como finalidade fazer a interação entre usuários e comitê gestor.

Informações

Informações específicas sobre análises ou equipamentos serão fornecidas pelas coordenações de cada laboratório nos seguintes endereços:

Cromatografia Contracorrente -LABCCC – labccc@ippn.ufrj.br

Cromatografia Instrumental- labcrom@ippn.ufrj.br

Espectrometria de Massas –labmas@ippn.ufrj.br

Espectroscopia Ótica –labesp@ippn.ufrj.br

Laboratório de Métodos Extrativos Sustentáveis –lames@ippn.ufrj.br

Ressonância Magnética Nuclear – LAMAR – lamar@ippn.ufrj.br